Atendimento à Distância

Uma vez que a presença e o toque são peças muito importantes em grande parte da Terapia Tântrica, para podermos colaborar com o despertar e a libertação das pessoas à distância precisamos desenvolver um protocolo para conseguirmos nos direcionar de maneira eficaz dentro desse novo paradigma.

Dentro do nosso atendimento online vamos conduzir a conversa com o interagente, revelando pontos de vista da filosofia Tântrica e NeoTântrica que possam ajudá-lo a caminhar em direção a um novo olhar sobre sua perspectiva atual e, ao mesmo tempo, integrando as marcas do passado que não foram muito bem resolvidas. Caminharemos dentro das propostas que a filosofica tântrica apresenta como caminho de amadurecimento humano ou evolução espiritual: o despertar e a libertação.

Despertar é a transformação do olhar, de conceitos, ideias, análises e construções mentais que já estão presentes na vida do interagente e se consolidaram de maneira inconsciente. 

Libertação é o processo de tratar as somatizações emocionais que acontecem e aconteceram no corpo do interagente ao longo de toda sua existência.

Diversas ferramentas do Tantra nos permitem ajudar as pessoas nessa caminhada mesmo mantendo uma distância física, sabendo ouvir a história e o discurso do interagente e guiando e acompanhando práticas meditativas que sejam eficazes no seu tratamento. Para isso, porém, precisamos estar familiarizados com algumas questões práticas e teóricas do Tantra.

Os Samskaras

Samskaras são experiências mal digeridas pelo nosso corpo energético . Cicatrizes emocionais que, embora a gente não perceba, influenciam inconscientemente o nosso comportamento e a nossa expressão no mundo. Podemos dizer, numa linguagem mais ocidental, que são os sintomas dos nossos traumas passados. E ao mencionar a palavra trauma, vale a pena esclarecer o seguinte: quando estudamos trauma, não gastamos muito tempo ou energia tentando interpretar o fato em si, mas sim a resposta que foi dada inconscientemente ao fato. Duas pessoas podem passar pela mesma experiência e uma sair traumatizada e a outra não.

Os samskaras vão lapidando a nossa anatomia emocional de maneira nada saudável, tornando-nos reativos, tensos, inseguros e com o comportamento inconscientemente repetitivo. Eles confundem a nossa percepção e fazem com que a fronteira entre a realidade de primeira ordem e a realidade de segunda ordem fique confusa. Precisamos conhecer e integrar os nossos samskaras de maneira a levar mais tranquilidade ao nosso sistema nervoso, conseguindo assim aumentar o tempo entre um estímulo e sua resposta automática, mudando assim nosso comportamento. 

As realidades de primeira e de segunda ordem

Na filosofia tântrica, temos duas esferas distintas quando o assunto é realidade. Todo o processo do Tantra pode ser resumido a um processo de tornar-se íntimo com a realidade. Para isso, portanto, precisamos aprender a diferenciar cada uma dessas duas grandes esferas. A cultura new age de hoje em dia foca bastante o seu discurso no ponto: você cria a sua realidade. Muito embora isso seja verdade, precisamos entender que isso tem limitações muito mais definidas do que essa cultura propõe. Para o nosso atendimento, precisamos entender bem esses conceitos na vida e na visão do interagente.

A Realidade de primeira ordem é a realidade que todos compartilhamos. Nela encontramos leis que regem todos que compartilham desse plano, como as leis da física clássica, gravidade, causa e efeito, ação e reação e mais uma série de aspectos que independem de qualquer interpretação subjetiva. 

A Realidade de segunda ordem é aquela que construímos no nosso interior, com base na codificação dos nossos sentidos, no nosso intelecto, na nossa intuição e, principalmente, com base em tudo que vivemos e aprendemos ao longo da nossa vida toda.

Confundir essas realidades podem colocar a pessoa em uma situação desesperadora, como se não encontrasse saída para suas angústias e dificuldades. Na nossa sessão online vamos procurar esclarecer – sem julgamentos ou análises – onde está o foco da angústia do interagente e propor um novo olhar para seu paradigma.

Corpo, Mente e Discurso

É muito comum, em linhas neotântricas, uma supervalorização do aspecto sensorial em detrimento do aspecto verbal em processos de cura. Aqui na Casa Samadhi respeitamos muito a visão clássica do Tantra e, dentro da linhagem Trika, o binômio Mente/Corpo é separado entre Mente, Corpo e Discurso. Nosso trabalho vê isso como fundamental.

Primeiramente porque o nosso discurso – a nossa fala, nossa comunicação interna ou externa – é o que nos coloca em posição de compreender essa existência diferentemente de outros animais que não o possuem. A fala, o diálogo, a língua, as palavras nos tornam mais humanos do que qualquer coisa que se sinta. Não só isso, a fala é um exercício refinadíssimo de respiração, o sopro invisível que nos torna vivos que, não coincidentemente tem a mesma raiz etimológica da palavra espírito.

Observar esse conjunto de forças – a fala do interagente e como ela reverbera em seu corpo e sua mente – nos deixa cientes de como a visão dessa pessoa está conectada com as esferas de sua realidade – de maneira clara ou enevoada.

Tensão X Relaxamento

A Terapia Tântrica é tão sintomática quanto profunda no inconsciente e na raiz dos problemas, porém precisamos compreender que o acesso às fontes de questões que perturbam uma pessoa há muito tempo vai depender diretamente do nível de tensão e relaxamento que a pessoa se encontra. Às vezes é preciso relaxar bastante para chegar à raiz de um trauma ou uma neurose, Outras vezes queremos muito tratar uma questão que nos assola há tempos, mas o estresse e a tensão do dia a dia – embora não estejam na lista de coisas a tratar do interagente – podem sim perturbar bastante o acesso a camadas mais profundas do inconsciente. 

Nenhum dos dois deve ser evitado e ambos em excesso são prejudiciais – tensão em demasia vai desgastar o corpo e relaxamento em demasia vai atrofiar o corpo. Como nessas sessões não temos como fazer intervenções físicas com toque, precisamos ensinar a pessoa à sentir seu corpo com práticas meditativas. O tantra possui várias. 

Respiração

A respiração é grande responsável por toda a estrutura da anatomia emocional de uma pessoa. As somatizações de experiências vividas ao longa da vida entram no corpo pela respiração, perturbando a produção bioelétrica e, dependendo do evento e da resposta que é dada para tal, indo até as profundezas do sistema nervoso autônomo, criando uma série de padrões reativos que se manifestam inconsciente. A repetição dessas experiências vai agindo de maneira crônica na forma que a pessoa respira que, num ciclo vicioso, contribui para a inconsciência da manifestação desses padrões.

Se queremos mudar a maneira que sentimos, que percebemos o mundo, os papeis que desempenhamos nos nossos dramas emocionais e como filtramos os estímulos que chegam a nós o tempo todo, é fundamental que transformemos também a maneira da qual respiramos.

Quer agendar uma sessão online?

Nossos atendimentos são feitos via chamado de vídeo pelo Whatsapp.
Cada sessão tem entre 60 e 75 minutos.
O valor da sessão é R$90.

Os casos que mais tratamos com a Terapia Tântrica

Osho - terapia tântrica
  • Homens e mulheres de todas as idades com disfunções sexuais: homens que não estão satisfeitos com sua ereção, seja por ejaculação precoce ou disfunção erétil, e mulheres com dificuldade em sentir prazer, alcançar o orgasmo e ter uma sexualidade saudável;
  • Vítimas de violência sexual – muitas vezes na infância – que procuram se curar das marcas que o trauma deixou em seu comportamento, geralmente criando uma grande dificuldade em relacionar-se;
  • Pessoas diagnosticadas com Depressão, Síndrome do Pânico, Transtorno Obsessivo Compulsivo, Crises de Ansiedade e quaisquer outras disfunções emocionais que impeçam a pessoa de viver com leveza, tranquilidade e bem estar;
  • Casais que estão há certo tempo juntos e sentem que deixaram pra trás alguns valores na relação que antes eram mais preciosos. Tesão, intimidade, companheirismo, cumplicidade, são algumas das queixas mais comuns de escassez nas relações;
  • Homens viciados em pornografia e masturbação que sentem uma grande dificuldade em manter relações sexuais. Muitos se queixam de uma falta de sensibilidade e uma sensação de anestesia no genital associada a uma não percepção da ereção;
  • Mulheres com doenças ou transtornos fisicamente manifestados na região genital: ovário policístico, endometriose, cólicas associadas ao fluxo menstrual, candidíase, vaginismo, dispareunia e outras;
  • Pessoas vivendo momentos de baixa autoestima que estão procurando algo para se conectar, para trazer mais sentido à sua vida. Geralmente em busca de algo que venha de fora, essas pessoas encontram nas meditações tântricas um caminho que resolve a busca, mas que as vira pra dentro;

Como funciona a Terapia Tântrica na mudança do comportamento

Existem três grandes aspectos, três grandes pilares que, quando combinados dentro de uma experiência de Terapia Tântrica, dão subsídio para que as transformações aconteçam.

  • Energia. Produzida pelo corpo, seja pelas práticas corporais, seja pelos estímulos sensoriais, a energia que é levantada na sessão preenche o corpo de vitalidade. Sente-se o corpo vitalizado, com os sentidos aguçados, muitas vezes podemos sentir a energia circulando de um lado pro outro. Essa energia que produzimos vai ao encontro da nossa anatomia emocional, procurando dissolver as couraças neuromusculares. Esse processo desencadeia a conexão com traumas, neuroses, emoções mal processadas pelo nosso sistema e funciona melhor quando adicionamos o segundo pilar à experiência;
  • Presença. Estar presente é estar sentindo, percebendo o próprio corpo e o processo que ele lida no momento. Com a presença, com a nossa atenção focada em onde quer que o corpo esteja querendo faz com que mais energia seja direcionada para a região. Isso intensifica o processo de irrigação e reequilíbrio energético, abrindo espaço para uma catarse ou liberação emocional mais intensa. Assim chegamos ao terceiro pilar;
  • Aceitação. Enquanto a experiência acontece não devemos gastar nosso tempo julgando as sensações ou procurando entender o que se passa. Apenas aceitar o que quer que esteja acontecendo. Aceitar o grito de desespero, o choro, a ânsia de vômito, o desconforto físico que uma prática eventualmente pode trazer. Aceitar ao ponto de relaxar na sensação mais desconfortável que o corpo puder produzir.

Quando esses três elementos desabrocham em uma sessão de Terapia Tântrica, é muito provável que o paciente se conecte, sinta e abra caminho pra transformação de algum comportamento viciado e recorrente. E tudo isso vem como simples sensações do tipo “a ficha caiu”, o que pode acontecer durante a prática ou até mesmo dias depois da exeperiência.

A Energia Sexual que mobilizamos com a Terapia Tântrica precisa ser encarada com muita consciência para conseguirmos mexer na anatomia emocional. Muitas escolas de Tantra focam seus ensinamentos exclusivamente na experiência orgástica, em intensificar e prolongar a sensação do orgasmo como se essa fosse a grande solução para muitos males. Aqui na Casa Samadhi o foco da Terapia Tântrica é o contexto meditativo. O Orgasmo Terapêutico existe sim, mas ele é sintomático. Uma descarga energética e hormonal que traz um reequilíbrio para o corpo que possibilita o empurrãozinho para a mudança de comportamento. Mas sem a meditação, essa mudança não acontece. 

Quer agendar uma sessão online?

Nossos atendimentos são feitos via chamado de vídeo pelo Whatsapp.
Cada sessão tem entre 60 e 75 minutos.
O valor da sessão é R$90.