Sublimar a energia sexual?

Que papo é esse que a gente tem que fazer o quê com essa energia? Não era pra gozar?

Mais uma vez eu me deparo com conteúdo dito tântrico dizendo que devemos pegar a força da nossa energia sexual e sublimar, conduzindo-a pra lá e pra cá…

Toda vez que ouço alguém falar sobre “sublimar a energia sexual” eu lembro desse meme.

A fragilidade da repressão; um decote torna-se perturbador.

Um decote é capaz de colocar em cheque anos de práticas em busca de amadurecimento.

Reparem a feição infantil do buscador ali…

Energia sexual é pra fazer a gente sentir prazer, conexão, presença e relaxamento.

Se ela estiver fazendo só isso, já basta.

Tudo vai funcionar melhor na sua vida, do seu trabalho à relação com seu vizinho.

E naaada precisa ser sublimado pra isso.

Tudo que precisa acontecer é cada um encontrar os caminhos do seu próprio prazer livre de pressões, repressões e obrigações sexuais.

Mas é mais fácil vender a sentada perfeita. A chupada que conquista todo mundo.

A indústria da sedução movimenta um lobby bilionário fazendo as pessoas acreditarem que o principal problema de seus relacionamentos são as lingeries no armário.

Isso não emancipa a sexualidade de ninguém.

Sofisticação sexual não emancipa a sexualidade de ninguém.

Precisamos amadurecer, ser vulneráveis, contemplar a graça do nosso corpo sem condenar nosso espírito.

Mas eu já nem lembro mais como o papo começou, então vou ficando por aqui. Se quiser trocar essa ideia de algum ponto, é só dar o papo 🙂